Ao mestre, com carinho!

 

Pivot Point por Luciana Nilo!

Publicação Revista Cabelos & Cia edição Novembro/2014
Seção: Educação
Texto: Simone Ota

10392297_782628835116834_4668094435551836979_n

O primeiro contato: “Bem antes da Pivot Point chegar no Brasil em 2003, eu já admirava o trabalho dos seus educadores. Mas foi em 2008, em Belo Horizonte, que eu e minha equipe conseguimos cursar o módulo de corte I. A ideia era nivelar a técnica dos profissionais e fazer com que todos utilizassem a mesma linguagem no salão”.

A academia: “Optamos pela Pivot Point, primeiro, porque o curso poderia ser feito no Brasil e com todo o staff reunido; segundo, por causa do método de ensino, que é contínuo e auxilia o profissional a prever o resultado, tanto de cor quanto de corte e penteado, com isso, minimizar os erros. O terceiro motivo é que a escola sempre explica o porquê do styling, da coloração, etc., e não apenas ensina como fazer. Isso amplia nossa capacidade criativa, evita efeitos repetitivos e transmite segurança ao cliente. Vale destacar também que a metodologia incentiva o hairstylist a pensar, criar e enxergar como um designer, algo muito útil no dia a dia”.

Principais aprendizados: “Mesmo já tendo feito todos os módulos do sistema educacional da escola, a cada seis meses procuro agendar uma atualização. É que, mais do que aprender o jeito certo de dividir a cabeça, distribuir as mechas, manter a posição dos dedos, da tesoura e do corpo, você vivencia situações autênticas e fica cada vez mais perto de alcançar um nível de excelência”.

MAIS SOBRE A PIVOT POINT
A academia foi fundada em 1962, em Chicago, nos Estados Unidos, por Leo Passage, que descobriu sua paixão por cabelo vendo o pai administrar um salão na Bélgica. Sua intenção era criar um sistema educacional para cabeleireiros, com material didático que pudesse ser compreendido no mundo todo. Para isso, Leo se inspirou no movimento Bauhaus, que surgiu na Alemanha e tinha como objetivo transformar artesãos em artistas e ensiná-los a expressarem sua criatividade de forma mais prática – tudo a ver com o desejo dele de derrubar o mito de que para ser um grande designer de cabeleira era preciso nascer com esse dom. Para desenvolver sua metodologia, Leo Passage buscou apoio de professores da Faculdade de Belas Artes de Chicago e especialistas em arte e design. Atualmente, a Pivot Point tem cerca de 2 mil escolas espalhadas em mais de 70 países. Seu fundador faleceu em 2011, aos 75 anos de idade. Aqui no Brasil, o contato da sede em São Paulo é (11) 3522-3002.

FOTOS: PATRICIA LION, ROGER LLONCH E DIVULGAÇÃO

Comente       Envie para um amigo       Imprima esta página      

Envie esta página para um amigo:

Seu nome:
Seu e-mail:
Nome do seu amigo:
E-mail do seu amigo:
Informe o código

Comente!

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Alameda Campinas, 463 Cj. 10C 10º andar | Jardim Paulista | São Paulo SP cep 01404-000
Fone (11) 3522-3002 | (11) 3541-1900 | comercial@pivotpoint.com.br
Rio de Janeiro | Fone (21) 2244-3252 | rio@pivotpoint.com.br
Curitiba | Fone (41) 3015-9280 | comercial@pivotpoint.com.br